Fotos roubadas são usadas em perfil falso de garotas de programa

Acompanhante denuncia cliente à polícia apos ter nudes vazados

Segundo uma notícia “não verificada” do diário de Rondônia uma mulher de 23 anos acionou a  Policia Militar para denunciar um cliente, que não teve a idade e nem o nome divulgados.

Segundo as mesmas fontes, a mulher que efetuo a denúncia trabalha como acompanhante e fazia programas com o acusado desde o ano passado. Foi por essa razão que sentiu confiança em trocar nudes via WhatsApp com o cliente, apos ele insistir muito.

Passados uns dias, ficou sabendo por conhecidos e amigos que o referido cidadão teria postado os nudes dela em grupos públicos e privados do WhatsApp.

Ao se dirigir a casa dele para tirar satisfação, para a sua surpresa, teria se deparado com a esposa do cliente na casa. Segundo a garota de programa, ela foi na casa procurando o marido e só no local ficou sabendo que o homem era casado já que o homem não se encontrava no momento.

O termo nude – que significa sem roupa ou pelado – ganhou popularidade no Brasil nos últimos tempos e a prática tomou grande expansão, baseada na confiança que o remetente tem em seu destinatário.

Há sempre o risco de tal material ser vazado, hipótese em que o fato ganha relevo no âmbito jurídico.

Notadamente, além do dano moral que, perfeitamente, pode ser requerido como forma de compensação ao abalo sofrido, com fundamento no artigo , inciso V da Constituição Federal de 1988 e na responsabilidade civil orquestrada pelo Código Civil de 2002, há, também, arcabouço criminal relevante para punir e coibir vazamentos.

8 Replies to “Acompanhante denuncia cliente à polícia apos ter nudes vazados”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.