Bolsonarista Oscar Maroni, faz Black Friday na sua boate Bahamas

Seguno a revista digital Veja, Oscar Maroni, dono da prestigiosa boate paulistana Bahamas, adere à Black Friday e vai fazer um pacote especial durante esta semana de promoções e descontos.

A partir de sexta, 29, e até o próximo domingo dia 8, a boate opera em um esquema inusitado de promoção. Quem pedir um balde com quatro cervejas (R$180 preço habitual), pagará só R$45. Também haverá um outro tipo de “desconto black friday”. O cliente que solicitar um apartamento no hotel e subir com uma acompanhante terá a opção de pagar uma taxa de R$100 para ter outra mulher acompanhando a cena. “Não pode tocar nela”, frisa o dono da boate Oscar Maroni.

Não pode tocar nela. Se quiser fazer programa com ambas, será necessário pagar o valor acertado com a primeira.

Boate Bahamas, de Oscar Maroni, adere à Black Friday
Boate Bahamas, de Oscar Maroni, adere à Black Friday

“O Bahamas é uma boate para casais liberais, homens, mulheres e mulheres acompanhantes profissionais”, diz Maroni. Oscar Maroni tem se destacado em redes sociais como um ativista em prol do presidente Jair Bolsonaro. No seu site, o Bahamas descreve-se como Club de Hedonismo

O QUE É O BAHAMAS CLUB?
A MAGIA DO HEDONISMO, A BUSCA DA FELICIDADE
O BAHAMAS HOTEL CLUB É UM LUXUOSO PONTO DE ENCONTRO ABERTO 24 HORAS POR DIA COM A FILOSOFIA DO HEDONISMO, A BUSCA INCANSÁVEL PELO PRAZER
Autor: Site Bahamos Club

Oscar Maroni Filho,foi condenado a 11 anos e oito meses de prisão pelos crimes de favorecimento à prostituição e manutenção de local destinado a encontros libidinosos no 2011. Maroni responde ao processo em liberdade.

Segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo, consta no processo que no Bahamas aconteciam encontros libidinosos, onde trabalhavam de forma habitual acompanhantes de luxo e garotas de programa. Os encontros aconteciam nas suítes que ficavam dentro do próprio estabelecimento, que fazia desses encontros sua principal e bastante lucrativa atividade econômica.

De acordo com a denúncia, as mulheres eram atraídas com a promessa de lucro e recebiam R$300 pelo programa. Elas eram obrigadas a ficar o menor tempo possível com os clientes. A jornada mínima diária das garotas de programa era de oito horas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.