Categorias
LGBTI+ Notícias

Marrocos: descubra os Kabareh Cheikhats, travestis que questionam as normas de gênero

Kabareh Cheikhats, um grupo de travestis que homenageia os tradicionais cantores marroquinos que celebram o amor e a revolta contra o colonizador. Um espetáculo transgressor que questiona as noções de feminilidade e masculinidade num pais tão conservador como Marrocos.

Um coletivo marroquino cujo nome é Kabareh Cheikhats – كباريه الشيخات  -, composto exclusivamente por homens que se “disfarçam” de mulheres, surgiu com um objetivo simples, homenagear cantores e dançarinos marroquinos comumente chamados de “Cheikhates” que fazem a música chaâbi – literalmente, a música do Povo – há muitos anos, e que continuam fazendo isso. Homens maquiados e com roupas femininas, interpretando papéis femininos, pode parecer estranho no Marrocos, porém não é uma prática nova. Podemos até considerá-la comum ou mesmo corriqueira, especialmente na praça Jamaa el Fna em Marrakesh.

Kabareh Cheikhats é uma experiência que começou em 2014, e que após  um incrível sucesso de público levou a trupe a repetir no Vertigo em Casablanca.

A mulher sheikha há muito é estigmatizada pela sociedade. Este é um dos motivos pelos quais o Kabareh Cheikhats quer homenagear todos os grandes cantores de outrora que contribuíram para a preservação do patrimônio da música marroquina, como Cheikha Kharboucha ou Zahra Elfassia.

Praça Jamaa el Fna em Marrakesh >> http://faispasgenre.fr/

Há um bando de homens em Casablanca. Cabelos escuros e barbados, usando calças e camisetas de lona, ​​jogando fliperama antes de um ensaio. E então há o personagem de Kabareh Cheikhats, sua “sheikha”, a mulher que todos personificam no palco. Para Ghassan El Hakim, o diretor, será uma ruiva provocadora e sedutora, que adora reescrever a história e beber para afogar uma velha dor de cabeça.

“Há subversão em nossa abordagem. Interpretar uma mulher permite-nos libertar-nos como homem face aos padrões, libertar o nosso corpo ”, confidenciou Ghassan El Hakim, o diretor.

Essa fluidez de gêneros permeia a performance artística. A barba, as tatuagens e a maquiagem coexistem sob as perucas. Vozes roucas escapam dos seios vestidos com cafetãs coloridos, esses vestidos longos que vão até os tornozelos….

Próximo evento em Paris

KABAREH CHEIKHATS en concert
Vendredi 11 Juin 2021 à 20h00
Cabaret Sauvage , Paris (75)

 

 

Fontes >> http://faispasgenre.fr/2019/01/30/lartification-de-resistance-maghreb/

Categorias
LGBTI+ Notícias

USP procura bissexuais, gays cisgêneros e trans para testes de vacina contra HIV

A Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) está buscando voluntários no Brasil para testar uma vacina contra o HIV. O estudo, chamado Mosaico, iniciado há cinco anos, está sendo desenvolvido em cooperação por instituições de diversos países. A pesquisa já foi aprovada pela fase pré-clínica, animal, e fases 1 e 2 em humanos.

Até o momento, as pessoas que receberam a vacina conseguiram produzir satisfatoriamente anticorpos e imunidade contra a infecção.

No Brasil, os voluntários para a terceira fase devem ser homens gays ou bissexuais cisgêneros e homens ou mulheres transexuais com idades entre 18 e 60 anos.

Interessados podem entrar em contato com o Programa de Educação Comunitária da USP pelo Instagram ou pelo e-mail agendamento.estudos@gmail.com.

A tecnologia empregada na nova vacina é a de vetor, a mesma empregada na vacina de Oxford para prevenção da Covid-19. Nesta vacina  são injetadas informações genéticas de proteínas do HIV dentro de um outro vírus, inofensivo a seres humanos.

Com a nova vacina, a importância da prevenção, teste e tratamento do HIV, ganha ainda mais significado.

Quando o indivíduo é vacinado, o vírus inserido no organismo se multiplica, fazendo com que o corpo receba as proteínas que foram injetadas em seu material genético. Assim, o vacinado produz resposta imune contra proteínas do vírus inofensivo e também contra as do HIV.

USP busca voluntários para testar vacina contra HIV

Agora faz um ano da campanha publicitária lançada pelo Ministério da Saúde alusiva ao Dia Mundial de Luta Contra a aids, que tinha como foco a importância do diagnóstico do HIV “HIV/aids. Se a dúvida acaba, a vida continua”.

Categorias
Garotas de programa Notícias

Homem estupra e rouba garotas e manda ZAP pra dizer que é portador de doença

Suspeito tinha pago o programa adiantado, mas usou uma arma para ameaçar as garotas forçando-as a fazer sexo sem camisinha.

Um homem foi preso na passada terça-feira 24/11, em Ponta Grossa-PR suspeito de estuprar e roubar uma garota de programa de 19 anos e estuprar outra. Há uma investigação em curso na unidade de casos que se assemelham ao ocorrido nesta terça.

O suspeito foi identificado na delegacia e logo os guardas municipais conseguiram encontrar o homem em sua casa.

Segundo a Polícia Militar, os crimes aconteceram na Vila Veneza, por volta das 22h da noite. Uma das vítimas relatou que tinha agendado um encontro e, ao chegar no local, o pagamento foi feito adiantado e ela e uma amiga entraram no carro do suspeito. Logo depois o homem levou a vítima e uma amiga até uma área isolada pra fazer o programa. Chegando na área o homem disse que só tinha um preservativo e apelou pra que a amiga fizesse um boquete sem proteção, o que foi aceito pelas garotas.

Logo que o programa começou, o homem sacou uma arma e colocou na cabeça de uma das mulheres. Ele começou a transar com a amiga com a arma na mão e retirou a camisinha forçando uma relação sexual desprotegida. Após gozar, pegou o dinheiro que havia pago adiantado às garotas e fugiu. Pouco tempo depois, as garotas de programa de Ponta Grossa começaram a receber mensagens do homem dizendo ser portador de doença sexualmente transmissível e orientando as mulheres a fazerem exames.

Elas foram ameaçadas com uma arma e obrigadas a fazer sexo sem proteção

Após ser identificado pelos mensagens, a polícia foi até a casa do homem, e encontrou a arma usada no crime. Trata-se de uma arma de airsoft que estava escondida dentro do carro dele. O homem, acusado de roubo e estrupo, alegou que apontou a arma para as garotas de programa porque tinha discutido sobre o valor da cachê.

Categorias
Garotas de programa Notícias

Cliente mata garota de programa e deixa outra ferida em Manaus

Uma mulher que trabalhava como garota de programa na zona Leste de Manaus foi morta a tiros e amiga dela ficou ferida, durante um atentado na madrugada desta terça-feira 17/11.

O crime ocorreu por volta de 1h30 na rua Cleópatra, comunidade Bairro Novo no bairro Jorge Teixeira, e segundo a polícia de Manaus as duas moças atuavam como garotas de programa. A garota morta foi identificada até o momento apenas como Kelli e amiga dela, Naianne F. R., de 27 anos, foi baleada no braço direito e tem ferimentos no olho esquerdo provocados por estilhaços de projétil de arma de fogo.

A Naianne, que continua internada no hospital, relatou à polícia que Kelli estava conversando com o homem dentro do carro, e que ela também entrou no veículo para chamar a amiga. Em seguida as duas desceram do automóvel e foram atacadas a tiros pelo criminoso, que estava no assento de condutor do carro.

Testemunhas no local asseguram que o homem era um cliente das garotas de programa e que na semana passada teria tido o celular roubado por uma delas e com raiva de não ter conseguido recuperar o aparelho celular resolveu se vingar das mulheres.

Conforme relatos de testemunhas, o suspeito foi tentar reaver o aparelho, mas após não conseguir, tentou matar as garotas.

A garota Kelli morreu no local após ser atingida com tiros nas costas e na nuca. O corpo dela foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML). Naianne foi socorrida no local e levada para o Hospital Platão Araújo, onde segue internada em estado grave sem risco de morte.

O suspeito ainda não foi identificado, o caso segue sendo investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros do Amazonas.

Categorias
Notícias Sexo Sexo online

Pimenta.Club aceito no theporndude.com

Faz tempo que o Pimenta.Club está em contato com Geoffrey Celen, personagem responsável pelos conteúdos do Theporndude.com, um dos diretórios de sexo mais tradicionais do planeta.

Nossa intenção era aparecer na lista dos melhores sites de acompanhantes no Brasil.
A equipe do Pimenta foi atrás e após mostrar nossas anunciantes e nosso trabalho no blog, Geoffrey decidiu analisar nosso site.

Veja a seguir a sua avaliação do nosso site.

Acerca do Pimenta.Club

O Pimenta.Club é um site brasileiro que oferece serviços de encontros online para acompanhantes profissionais do sexo. No site você encontra anunciantes para sexo ou para ser sua companhia em festas, jantares e outras ocasiões especiais. É importante ter em conta que o site não é uma agência, pelo que não se envolve no processo de mediação.

Já te passou pela cabeça passar alguns momentos eróticos com alguma garota de programa?

O Pimenta.Club tem um blog onde publica frequentemente notícias e fofocas da classe de profissionais do sexo no Brasil: https://blog.pimenta.club. O Pimenta.Club também está envolto ativamente na luta pelos direitos das profissionais do sexo, apoiando iniciativas de associações não governamentais e políticas para o reconhecimento dos direitos da classe das trabalhadores sexuais.

Navegação e design

Embora eu não apelidasse o design deste site como bonito, vou arriscar dizer que é um site moderno. Às imagens d@s modelos, são apelativas, naturais e sensuais. O site carrega-se rápido e todas as imagens são em pequeno formato, o certo para visualização no celular.

Na barra do menu superior a esquerda, tens uma secção para ajudar-te a localizar as acompanhantes na tua cidade. O site segmenta por mais de 100 cidades no Brasil em varias categorias: acompanhantes mulheres, acompanhantes homens, acompanhantes transex/travestis, sexo gay, encontros casuais e outros.

O que eu gosto neste site

O site é gratuito e há mais de 7500 acompanhantes neste site, e a maioria são muito bonitas e atraentes. Todas estas bonecas são profissionais do sexo e fornecem informações de contato nas suas páginas de perfil, assim como descrições curtas (as anunciantes premium também podem desfrutar um área privada para se comunicar com os clientes).

As funcionalidades de pesquisa disponíveis são simplesmente surpreendentes, e não sucede o mesmo que em alguns outros sites onde te sentes que estás dentro de um labirinto; tudo está bem estabelecido (explicado e esclarecido).

O carregamento é rápido.

Recomendações para este site

O site devia incluir todas as informações básicas sobre as acompanhantes, e também uma secção para os utilizadores deixarem críticas, para ganhar a confiança de clientes potenciais.

Conclusão

Se procuras uma acompanhante em solo brasileiro, então não podes deixar de visitar o Pimenta.Club, que facilitará a tua vida, tornando tudo mais simples!

Categorias
Garotas de programa Notícias

Com roteiro que aborda a prostituição, padre de SP lança video-clip

Natural de Sena Madureira, no interior do Acre, o padre Denis-Ricard lançou seu novo video-clip no Youtube com um conteúdo diferente e bem mais ousado do que acostuma-se ver no mundo do Gospel.

Dirigido pelo próprio padre, o clipe intitulado “Pra onde foram os bons?”, tem um roteiro que aborda a prostituição e a discriminação que sofrem as garotas de programa por parte dos religiosos.

“A inspiração surgiu após meditar sobre uma frase do Papa Leão XIII que diz: ‘A audácia dos maus, se alimenta da covardia e da omissão dos bons’.

Segundo declaraçoes do padre, “é um grito que busca tocar a alma e convence-la a sair de uma vida cristã de aparências e assumir o real seguimento de Jesus Cristo. A história que ali contamos são situações que já vivi, e mostra como precisamos amadurecer para não limitar a ação salvadora que a todos quer alcançar” contou Padre Denis.

O clipe foi lançado na terça-feira (23/10), pelo Instagram do padre @padredenisricard.

O portal ContilNet conversou com o Padre Denis-Ricard, que contou um pouco dos detalhes da produção e criação. Veja aquí a entrevista.

Categorias
Notícias Sexo Sexo online

Garota de programa, usa fotos de Mc Mirella num site de acompanhantes da Itália

A funkeira Mc Mirella, confinada no programa da TV Record A Fazenda 12, deu o que falar este semana por ter sido “hackeada” em um site de garotas de programa em Milão, na Itália

Mc Mirella, como um dos maiores destaques de A Fazenda 12

Segundo a jornalista Fábia Oliveira, do Jornal O Dia, uma amiga que vive na Europa ficou perplexa ao ver as fotos da cantora oferecendo seus serviços num site de acompanhantes na Itália, sabendo que ela está confinada no reality show da Record há mais de um mês.

Foto Mc Mirella no Twitter

Na verdade, uma garota de programa brasileira de 25 anos, afincada em Milan, utiliza as fotos de Mc Mirella e oferece serviços sexuais para pessoas do sexo masculino e feminino. Sendo assim, aproveitando que a famosa está dentro de A Fazenda 12, ela faz sucesso em Milan, sendo uma das mais buscadas pelos clientes na hora de brincadeiras adultas.

A garota “substituta”, se deu bem e contrato o plano Top Premium do aplicativo

Aparentemente, ninguém ainda reclamou sobre o “golpe” dado pela garota de programa, já que, mesmo se passando por Mc Mirella para conseguir cativar os clientes, ela não foi banida do sistema de registrados, e ainda foi aceita no plano Top Premium.

A falta de denuncias, pode ser um dos motivos para a garota continuar on-line, mesmo com a dificuldade para confundir as tatuagens no corpo da Mc Mirella.

No que respeita ao sua andadura na televisão, Mc Mirella continua fazendo sucesso. Na última semana o público que acompanha A Fazenda se revoltou com os comentários machistas dos participantes sobre MC Mirella. No Twitter, levantaram a tag “Mirella Merece Respeito” após declaração de Lipe Ribeiro dizendo que a funkeira dá em cima dele.

Categorias
LGBTI+ Notícias Sexo online

Senhorita Bira e o algoritmo da imagem

Uma jovem estudante de 24 anos, conhecida na mídia como Senhorita Bira, dá aulas de sociologia no seu canal do Youtube  (algoritmodaimagem) com muito bom humor, palavrões, gírias e referências de series da televisão e da cultura pop.

Senhorita Bira costuma lançar seus vídeos com um intervalo de tempo de um mês, sem disparar vídeos atrás de vídeos. Você não quer quantidade, você quer qualidade.

Cada uma das aulas de 30 minutos, são preparadas com base nos seus conhecimentos adquiridos na Universidade Federal do ABC, onde cursa Políticas Públicas, e também durante a sua vida como garota de programa trans e como cuidadora de crianças, pelo qual recebia menos de um salário mínimo.

Eu não tô bem, não. Vou te falar bem a verdade!

Veja seu último trabalho: A GAIOLA DE OURO

“As celebridades são cultuadas como seres quase divinos. Suas trajetórias de sucesso são explosivas e aparentemente inexplicáveis. Disso, surgem rumores que remotam à Antiguidade. Será possível que aquela cantora famosa tenha alguma parte com entidades sobrenaturais? Será que é esse o preço da fama? Afinal, todos querem morar em Hollywood! Madonna já nos cantava: como pode machucar você se parece ser tão bom?”

Acompanhe Senhorita Bira no instagram e Senhorita Bira no Twitter

Categorias
Garotas de programa Notícias

Mulher é estuprada e roubada após recusar programa com cliente

O caso aconteceu em Juína, distante 760 km de Cuiabá, em uma “zona de prostituição” no Bairro Módulo 5 por volta da meia noite.

Uma profissional de sexo de 31 anos foi estuprada e roubada no início da madrugada após se recusar a fazer um programa com um cliente.

Segundo relato da mulher, o suspeito, um homem moreno, de porte médio, calvo, com um boné preto, calça jeans preto, camisa azul escura e botas, chegou até a zona em que ela trabalha e disse que queria contratá-la para um programa sexual.

Ele, no entanto, afirmou que só teria dinheiro quando o dia amanhecesse. Ela, então, negou-se a fazer o programa.

Porém, como a mulher estava sozinha, ele tomou o celular dela, a enforcou, a levou para um quarto e a estuprou. Após o abuso sexual, o suspeito ainda roubou várias carteiras de cigarro do local da vítima, whisky, catuabas, R$ 400 em dinheiro e o celular que a mulher usava no seu trabalho.

“Ele quebrou alguns móveis do local, tentou arrombar a porta dos fundos e a do lado, arrombou a da frente e fugiu em uma bicicleta cor de rosa”, afirmou a vítima.

A vítima acionou a P.O. que acudiu ao local. Ela relatou que trabalhava como garota de programa e explicou o caso. A polícia ouviu o caso e realizou rondas em busca do suspeito, mas não o encontrou. O caso foi registrado como roubo e estupro.

Fonte: https://olivre.com.br/prostituta-e-estuprada-e-roubada-apos-recusar-programa-com-cliente

Categorias
Garotas de programa Notícias

“Se não depositar R$ 1.500 na minha conta, conto tudo para a sua mulher”. Garota é condenada após tentar extorquir cliente

A 5ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, por decisão unânime, manteve condenação a uma garota de programa de Florianópolis por crime de extorsão. A mulher deverá cumprir quatro anos de reclusão em regime aberto.

Segundo as investigações da PC, a vítima conheceu a ré ao ir em uma boate com colegas de trabalho e clientes e, tempos depois, passou a receber ameaças no WhatsApp. Nas mensagens a garota de programa exigia o deposito de uma quantia para ficar calada.

Segundo a investigação, o homem pagou o primeiro valor exigido e, no dia seguinte, passou a receber novas intimidações

Como dessa segunda vez ele se recusou a fazer o pagamento, a garota de programa entrou em contato com a esposa da vítima e deu sua versão dos fatos.

De acordo com declarações do homem que efetuo a denúncia, no dia do encontro com a garota, seus colegas e clientes contrataram os serviços de acompanhantes sexuais, enquanto ele ficou conversando com amigos. Ele relatou que a acusada estava próxima e acredita que alguma das outras acompanhantes ou seus colegas, tenham passado seu telefone para ela.

Segundo o relator, as ameaças de WhatsApp trocadas entre a garota de programa e o denunciante demonstram que a apelante queria receber valores da vítima em troca de seu silêncio em relação ao fato de frequentar lugares de moral duvidosa.

Ameaças da garota

“Se não depositar R$ 1.500 na minha conta, conto tudo para a sua mulher, vou contar o que aconteceu no Facebook”, foram algumas das mensagens.

Na análise do caso, o juízo de 1º grau julgou procedente a denúncia do MP, condenando a acusada às penas de 4 anos de reclusão, em regime inicial aberto, e 10 dias-multa.

O desembargador Antônio Zoldan da Veiga, relator da apelação da ré, anotou no voto que das mensagens de texto trocadas no WhatsApp é possível extrair as ameaças, conduta necessária para a adequação típica ao crime de extorsão.

As ameaças, inclusive de morte, perpetradas pela apelante caracterizam o ilícito, uma vez que estas foram realizadas com a finalidade de fazer com que a vítima lhe depositasse valores em sua conta. (…)

Categorias
Notícias Sex Work is Real Work

Papo de Zona. A batalha como ela é. Por quem está na batalha

Prostitutas de Salvador, de Recife e do Rio de Janeiro, Geórgia, Eliene e Patrícia, contam (quase) tudo sobre a batalha, na estreia do canal de youtube Papo de Zona.

A conversa teve comentários de duas ativistas históricas do movimento de prostitutas, Lourdes Barreto e Vânia Rezende. Quer ver? Quer saber? É só assistir

Com mediação do jornalista Flavio Lenz. Bora aprender um bocado com as professoras sexuais

 

Categorias
Garotas de programa Notícias

Motorista de app contratava programas e roubava acompanhantes

O presunto criminoso ligava para as garotas de programa, fechava uma cachê e um encontro. O  homem recebia o serviço e no final dizia que ia sacar dinheiro para pagar e acabava as roubando.

Motorista de app acusado de dar golpe em garotas de programa

Aconteceu em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá)., um motorista de aplicativo de 27 anos está sendo acusado de roubar e dar golpes em garotas de programa de Cuiaba.

A Polícia Militar soube do caso após uma das garotas vitimas de roubo acionar a PM para denunciar o suspeito. Ele foi encontrado ontem domingo (11/10), dias após ter supostamente dado o golpe na garota.

A vítima, uma garota de programa de 21 anos, declarou na PC que no dia 26 de setembro foi contratada pelo suspeito e ambos seguiram para um motel. Após o serviço, ele afirmou que precisava sacar o dinheiro para pagar a cachê.

O homem pagou o motel com cartão e saíram de lá dizendo que iria sacar o dinheiro.

O suspeito, no entanto, dirigiu-se para um lugar isolado e, sob ameaça, além de não pagar os serviços da garota de programa, ainda roubou R$ 600 que estavam com ela. Depois disso, ele fugiu.

No domingo de manhã ela viu o suspeito na rotatória do Shopping de Várzea Grande e acionou a Polícia Militar. Uma equipe foi até o local.

Ela, porém, não havia registrado boletim anterior de ocorrência sobre o roubo e golpe. Os policiais, então, apenas puderam abordar o motorista de aplicativo e checar o nome dele. Ele tinha passagens por cárcere privado e ameaça, mas nenhum mandado em aberto.

Como não havia situação de flagrante, os militares encaminharam os dois para a delegacia e apenas registraram o boletim de ocorrência do caso.

Na delegacia, a vítima contou que várias outras garotas de programa foram vítimas do suspeito, com o mesmo modus operandi, mas nenhuma delas registrou boletim de ocorrência.

Com isso, o suspeito acabou liberado e o caso foi encaminhado para investigação da Polícia

Categorias
Garotas de programa Notícias Sex Work is Real Work

BBC faz reportagem de Acompanhantes VIP durante a pandemia

Com o título de “Coronavírus: profissionais do sexo atendem clientes apesar do bloqueio” o repórter da BBC Jonathan Gibson fez uma reportagem na que evidenciou que as medidas de bloqueio não impediram algumas acompanhantes de luxo de viajar pelo país para se encontrar com clientes.

O reporter conversou com profissionais do sexo, incluindo Tiffany, em Birmingham, que disse ter viajado para Bristol e outros lugares para visitar as casas e escritórios dos clientes. A reportagem também revelou que alguns bordéis estavam abertos, apesar dos apelos ao distanciamento social.

O Coletivo Inglês de Prostitutas disse que a maioria das trabalhadoras do sexo eram mães e, se trabalhavam, era porque estavam desesperadas por dinheiro.

No passado mês de junhoo, a BBC fez outra matéria na que relata as duras condições das profissionais do sexo na África. Na reportagem mulheres de Uganda e da Nigéria falam sobre como é a vida para elas durante a pandemia.
Veja reportagem das garotas africanas >> https://www.bbc.com/news/av/world-africa-53013047

Categorias
Acompanhantes Garotas de programa Sexo

Namorar uma acompanhante? E ela, namoraria com você?

O que pensam eles

Todas as enquetes feitas por sites e blogs com conteúdo para adultos, priorizam a opinião dos clientes a respeito da possibilidade de namorar com uma profissional acompanhante, principalmente quando é uma garota de programa que oferece abertamente seus serviços.

Os resultados das enquetes, são sempre parecidos e indicam que poucos homens gostariam de namorar uma acompanhante sem colocar um porém.

Só 8% dos homens responderam “SIM” a pergunta Você namoraria uma garota de programa?

Os resultados são da enquete feita no fórum https://adrenaline.com.br/ e à pergunta “Você namoraria uma garota de programa?”. Os resultados foram:

  1. Sim: 8.1%
  2. Sim, desde que ela parasse de atender: 8.6%
  3. Talvez, se ela parasse de atender: 22.6%
  4. Talvez: 14.5%
  5. Não, mesmo que ela parasse de atender: 46.2%

Muitos que não conhecem nem são clientes habituais, não teriam problemas em namorar se ela parasse de atender.

Outras enquetes feitas por sites similares, como a feita pelo site de perguntas e respostas ele&ela até colocam o passado como impedimento para namorar a garota perguntando:

O que pensam as garotas disso?

O que pensam elas

Fizemos uma enquete com noss@s acompanhantes para saber qual é a opinião delas. Já sabemos que poucos homens gostariam de namorar uma garota de programa, mas e as garotas? Será que elas gostariam de namorar com um cliente?

Perguntamos para elas “Você namoraria um cliente?

Os resultados da pesquisa do Pimenta.Club mostram que 35% das acompanhantes não namoraria um cliente, e 10%, só namoraria um cliente se ele já foi um conhecido anterior da garota ter começado a trabalhar como acompanhante.

Não
35,00%
Só se for alguém que já conhecia
10,00%
É muito difícil, mas às vezes rola um “chan” com algum cliente
45,00%
Sim. Porque não? Estou solteira!
36,00%
Outro
4,00%

Um 45% das acompanhantes do Pimenta.Club indica que é muito difícil namorar com um cliente, porém às vezes rola um “chan”. Nossa enquete não perguntou o que acontecer depois, se rolar o tal do “chan” 😉

Já os 36% das acompanhantes – mesma proporção que as que jamais namorariam um cliente – indicou que não tem problemas em namorar um cliente e declara-se solteira!

Você namoraria uma acompanhante? E ela? Ela quer namorar você?

A enquete do Pimenta.Club foi elaborada com uma seleção aleatória de participantes voluntários entre mais de 7000 anúncios de acompanhantes para adultos no nosso site.

Fotografias de Julinha | Julinha Safadinha

A gente foi mais longe!

Meninas, o Pimenta.Club quis ir mais longe e tirou mão da calculadora para saber o que pensam “eles” na realidade. As enquetes feitas pelos sites, não tem em consideração se o homem que efetua seu voto é “cliente” de serviços de acompanhantes. Sob nosso ponto de vista, os homens que não conhecem, não tem voto válido na nossa enquete. O pastor de uma igreja pode votar 5 vezes, só para desacreditar a classe, mas não afeta a proporção de clientes que namoraria uma acompanhante, porque ele não é um cliente!

Não tem estudos oficiais, e fica até difícil ter uma idéia do número de profissionais do sexo que trabalham atualmente no Brasil.

ONGs estimam que o número de garotas de programa no Brasil é de aproximadamente 1.170.000.

Vamos fazer uma conta rápida. Se tem 1,2 milhão de profissionais mulheres, e vamos supor um “hipotético” número (muito baixo) de 30 clientes por profissional. Se fizer as contas, ficamos com 45 milhões de Brasileiros que pagam por serviços de sexo.

No final temos que 2/3 dos brasileiros que não pagam por sexo, e não conhecem o serviço nem as pessoas que o prestam.

Segundo a enquete, 46% não namoraria uma acompanhante, e tem 66% que não conhece o serviço. Isso quer dizer que tem muitos que não conhecem nem são clientes habituais, mas não teriam problemas em namorar uma acompanhante se ela parasse de atender.

Na real, se tirar os que não pagam serviços profissionais de sexo, o número de clientes que namoraria uma profissional acompanhante, principalmente se ela deixar de trabalhar, é mais do 50%. Se prestar atenção, a porcentagem e a mesma que as acompanhantes que namorariam um cliente 😉

Dados de profissionais do sexo no Brasil em 2010

Segundo um estudo do 2010, existe 1.500.000 (um milhão e quinhentos) profissionais do sexo no BRASIL e desses 78% são mulheres, 1.170.000. As travestis correspondem a 15%, o que soma 225.000 mil profissionais.

Categorias
Notícias Sexo Sexo online

Atriz Bella Thorne fatura 5 milhões e pede desculpas a usuários do Onlyfans

Equívoco de Bella Thorne no Onlyfans preocupa outras anunciantes que tem a plataforma como uma das suas fontes de renda.

Atriz estava cobrando até US$ 200 (mais de R$ 1 mil) pelo acesso a três fotos que a mostrariam nua.

O sucesso da atriz de 22 anos está dando o que falar. Bella Thorne quebrou todos os recordes de arrecadação no Onlyfans com a venda de conteúdo erótico a traves da plataforma. Ela faturou 1 milhão de dólares, 5,5 milhões de reais no troco de hoje em uma semana. De acordo com o site OnlyFans, a atriz tornou-se também a recordista em arrecadação no período de um dia.

Segundo as políticas do site, o 80% do valor arrecadado fica com os próprios modelos.

O fato gerou críticas de tod@s @s profissionais. Outros usuários do OnlyFans ficaram insatisfeitos porque as imagens exclusivas de Bella não eram tão explícitas — a atriz estava cobrando até US$ 200 (mais de R$ 1 mil) pelo acesso a três fotos que a mostrariam nua. O que irritou os profissionais que trabalham com o OnlyFans foi uma cobrança máxima de US$ 50 (quase R$ 300) para se ter acesso às imagens. O limite é estipulado pela plataforma e de cumprimento obrigatório por todos os usuários. Além disso, o tempo que o site leva para pagar os internautas teria aumentado de sete para 30 dias por causa da dificuldade para pagar a Bella Thorne.

As demoras no pagamento teriam sido resultado do sucesso de Bella. Atriz, conhecida por seus trabalhos na Disney, usou suas redes sociais para pedir desculpas a usuários do Onlyfans.

Por conta da polêmica, a atriz usou suas redes sociais para se desculpar com outros usuários do Onlyfans, principalmente acompanhantes e garotas de programa. No sábado 29 de junho, ela postou explicações em seu Twitter, afirmando que sua intenção era remover o estigma por trás do sexo e da negatividade que cerca todos os assuntos sobre sexo. “Eu queria chamar a atenção para o site. Quanto mais pessoas no site maior a chance de normalizar os estigmas. Ao tentar fazer isso eu machuquei vocês”, escreveu.

Bella disse ainda que arriscou sua carreira algumas vezes para remover o estigma por trás do trabalho sexual e da pornografia. “Eu escrevi e dirigi um filme pornô contra as sobrancelhas altas de meus colegas e gerentes porque queria ajudar com o estigma por trás do sexo”, destacou.

Por fim, a atriz disse que sente muito por ter machucado alguém. “Eu sou um rosto comum e quando você tem uma voz, uma plataforma, você tenta usá-lo para ajudar os outros e defender algo maior do que você”, acrescentou.

Categorias
Notícias Sexo

Flordelis. Pilantra, ASSASSINA e hipócrita !!!!!!

“Prostituição e homossexualismo não é de Deus”

Flordelis foi mãe e sogra de Anderson, antes de se casar com ele e mandar matá-lo; Fiel da igreja criada por ela diz que pastora e família frequentavam casa de swing

Pilantra, ASSASSINA e hipócrita !!!!!!

Categorias
Garotas de programa Notícias Sexo

MC Biel, acusado de dar calote em garotas de programa, está prestes a entrar na “A Fazenda”

Prestes a entrar no reality show ‘A Fazenda’, exibido na RecordTV de propriedade da igreja Universal, o cantor Biel de 24 anos foi acusado pelo empresário Eduardo Ferreira de aplicar um calote de R$80 mil nele.

Depois de lançar Assume e Onda Fora do NormalMC Biel esta divulgando em todas as plataformas digitais -pela Warner Music- a faixa Fé Na Maluca, uma colaboração com MC Fael Halls.

Este é o terceiro single do artista e faz parte da nova empreitada no cenário fonográfico: uma nova música e clipe inédito por mês até novembro deste ano.

Acusado de dar calotes em garotas de programa

“Custos com farras em prostíbulos… Ele não pagou as profissionais” Uma vez, eu o acompanhei a uma casa de massagens na Rua Augusta e ele levou mais de cinco garotas de programa pra casa e não as pagou. Elas ameaçaram ir para a imprensa e fazer um B.O., e então eu tive que arcar também com esse prejuízo“ declarou o empresário ao diário O Dia

MC Biel, irá participar da próxima edição de ‘A Fazenda‘, contudo, mesmo tendo feito alguns sucessos no passado, o cantor carrega muitas polêmicas envolvendo seu nome.

O empresário afirmou que MC Biel não pagava os serviços que contratava e ainda afirma que em varias ocasiões teve que custear garotas de programa que Biel contratou e não pagou.

Um golpe de R$80 mil

O empresário contou à colunista que levou um golpe de R$ 80 mil do Biel juntando as despesas de janeiro a março deste ano. A parceria dos dois durou três meses: ”O empresário conheceu o Biel através de um amigo artista e contou do seu sofrimento e que precisava de uma agência. Como bom manipulador, ele disse que sofreu um golpe da Warner Music. Que eles tramaram sua queda e que inventaram uma história para descredita-lo“.

Começamos a trabalhar com ele, e ele morou na minha casa em janeiro, antes de voltar das férias do Brasil para os EUA“, conta Eduardo.

Audiências na justiça americana

Ele voltou para EUA, pois tinha audiência com a justiça americana. Então comprei as passagens, e ele disse que tudo seria devolvido por um investidor que era dono da Nickelodeon. Quando voltou ao Brasil, vimos que era tudo mentira”.

Acusado de dar outros golpes

E por onde passou deu golpes em outros empresários. “Por conta de altos gastos, eu tive um prejuízo grande com minha empresa, o que resultou nas demissões de famílias. Não espero mais nada dele, apenas que pague a família do Vinnie, pois seu pai ficou doente com esse enorme prejuízo. E eu saio com prejuízo emocional (mesmo com prejú de R$80mil). Cheguei a ter depressão e tive que reduzir meus sonhos demitindo funcionários por conta dos prejuízos morais e financeiros.

“Tentamos conversar, e ele veio até minha casa humilhando a mim e as pessoas com quem trabalho“, finaliza.

Anitta responde

Em conversa com o jornal O Dia, o empresario Eduardo falou duma conversa que teve com o ex-cliente e agora inimigo. “Como um bom manipulador, ele me disse que sofreu um grande golpe da Warner e da Anitta. Que eles tramaram sua queda e que a história da repórter (que ele assediou) foi combinada porque precisavam cancelar ele para subir a Anitta“

Anitta respondeu a polêmica em uma publicação do perfil @nanarude“Comente abaixo, você aí de casa também, sob [sic] sua experiência de como acabei com sua vida…”, escreveu a famosa nos comentários.

Anitta respondeu a polêmica em uma publicação do perfil @nanarude

 

Categorias
Garotas de programa Notícias

Garota confessa ter contratado criminosos para executar homem que teria batido em sua mãe

Mariana C. Z. de 19 anos confessou à Polícia Civil que mandou matar Willian Dutra da Silva, 31 anos, por que havia agredido sua mãe em uma briga no dia anterior ao crime. Assassinado com a namorada Gabriéli Camargo de Miranda, 26 anos, na noite de 15 de julho, em uma sala de prostituição em um prédio comercial da Rua Tupi, na zona norte de Porto Alegre.

Jovem assassinada ao lado do namorado num prostíbulo, era formada em direito e queria ser policial.

Gabriéli foi morta ao lado do namorado Arquivo pessoal / Arquivo pessoal

Mãe e filha foram presas por suspeita de participação na morte do casal. A principal hipótese levantada pela Polícia Civil, apos a confissão da filha, é de que o crime tenha sido encomendado a criminosos profissionais.

Filha confessa para libertar a mãe

A jovem está detida no Presídio Estadual Feminino Madre Pelletier e deve ser indiciada por duplo homicídio qualificado por motivo fútil e por impossibilitar defesa da vítima.

Ela disse que pediu para matarem só o Willian, não a Gabriéli. Mas como ela se botou nos atiradores, um deles se assustou e atirou nela.

Ouvidas antes da prisão, ambas negaram participação. Após a prisão, a mãe disse, em depoimento, que na cadeia a filha havia admitido a ela teria mandado matar seu agressor. Ao ser confrontada pelos investigadores, Mariana confessou:

“Dentro da prisão, Mariana contou a verdade para a mãe. Foi aí que pedi para colocar a mãe em liberdade, pois a princípio ela não tem participação no crime” declarou a advogada da mãe.

Origem da briga

Um dia antes do crime, ocorreu uma briga entre duas garotas de programa. Uma delas era agenciada por Willian Dutra da Silva e a outra trabalhava para mãe da Mariana.  – teria se iniciado porque uma delas havia menosprezado o valor que a outra cobrava pelo trabalho.

Começaram o bate-boca e a agressão até que todo mundo entrou na briga: o Willian e a mãe da suspeita. Willian teria batido muito nela. A mãe foi o que mais saiu lesionada, temos o laudo e havia diversas escoriações” afirmou o delegado.

Willian, expulso de outro local

Segundo declarações da Polícia, Willian Dutra da Silva se instalou no prédio comercial da Rua Tupi apenas uma semana antes do crime. Anteriormente, ele tinha sido expulso de outro endereço, na Avenida São Pedro. A investigação identificou que Silva começou a montar seu negócio no novo endereço e a roubar os clientes e até querer que as garotas de programa que trabalhavam com a mãe havia anos, trabalhassem para ele.

Willian tentava persuadir as meninas para ir trabalhar com ele.

A polícia está concentrando seus esforços em identificar e prender os dois homens que executaram o casal.

Categorias
Garotas de programa Notícias

Travesti acusada de matar guarda conta sua versão

Policiais da DHPP prenderam na tarde desta segunda-feira 17 de agosto, um travesti suspeito de matar o Guarda Municipal de Alagoinhas, André Luiz de Carvalho Olanda, na madrugada dos mesmo dia.

As investigações foram iniciadas e através de denuncias anônimas e de imagens de câmeras de segurança e a suspeita já estava preste a fugir quando foi detida.

Na delegacia, a travesti confessou o fato, mas alegou que não tinha intenção de matar. “Acertamos um valor e na hora do pagamento ele queria dar outro, discutimos e chegamos a entrar em luta corporal. Ele sacou a arma eu conseguir tomar das mãos dele, mas acabou disparando acertando a cabeça de André”, explicou.

Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade

Entenda o que aconteceu

Antes de entrar no carro do guarda municipal, ela combinou o valor do programa e pediu  o pagamento adiantado. O guarda não pagou e durante o programa, a travesti perguntou novamente sobre o dinheiro, quando o guarda então sacou uma arma em sua direção.

De acordo com a travesti, para se defender, entrou em luta com a vítima e nesse momento a arma acabou disparando.

O Guarda Municipal de Alagoinhas, André Luiz de Carvalho Olanda de 36 anos, foi encontrado morto dentro do seu carro com um tiro na cabeça, nas primeiras horas da manhã no estacionamento de uma oficina localizada na rua Cristóvão Barreto, bairro Serraria Brasil, em Feira de Santana.

Ela disse para o delegado que trabalha como travesti de programa há sete anos perto da Avenida Presidente Dutra e que encontrou com André no seu ponto de trabalho, quando o mesmo lhe contratou para um programa.

Categorias
História Notícias

História do uso popular da Maconha no Brasil

As caravelas, com suas velas e cordames feitos de cânhamo, trouxeram não só os portugueses mas também os escravos, que escondiam, em seus cabelos, itens e vestes, sementes de “makana”. Vendida legalmente em boticários no Rio antigo, a maconha — que já foi cultivada até pelo Império — passou de planta com fim cultural, industrial, medicinal e religioso a  uma droga proibida, só para criminalizar negros e pobres.

A maconha e o racismo

Não tardou muito para a maconha ser associada com negros e a África, sendo considerada por José Rodrigues Dória, um médico e político sergipano, como a “vingança do negro sobre o branco que o escravizou”, devido a sua capacidade de afetar também os brancos. A favor desse tipo de argumentação, Rodrigues Dória põe os negros como uma raça “selvagem e ignorante” e os brancos como “mais adiantados em civilização”.

Na foto,o retrato de uma “assembleia” ou “diamba”,assim chamadas as reuniões feitas pelos diambistas para o consumo da maconha,tirada na década de 1940.

Roda para fumar a maconha, chamada por eles de diamba

O interesse do governo no uso da erva cannabis sativa pela população brasileira começou a partir da década de 1910, mas foi em 1917 que houve os primeiros relatos científicos do uso da maconha, também chamada de diamba, no interior brasileiro. Por mais que estivesse presente na cultura brasileira desde o século XVIII, quando também tentaram reprimir seu uso, os cientistas, incentivados pelos ideais moralistas e também pela postura de combate às drogas da Liga das Nações, procuravam razões para abolir a droga e combater o seu uso. Foi durante essa pesquisa que os vários cientistas se depararam com os “clubes dos diambistas”, assim chamados pois se organizavam em roda para fumar a maconha, chamada por eles de diamba.

Os diambistas foram perseguidos e a maconha tratada com uma ênfase diferente, mais rígida, do combate de outras drogas pelo governo Vargas.

Maconha no nordeste

No Recife, o beco do sarapatel era o ponto de encontro dos fumadores da erva que entorpece nos anos 40. O Diario de Pernambuco mapeou os locais onde estava crescendo o consumo de maconha, que começava a ganhar espaço da cocaína pela facilidade de compra. Os “viciados” flagrados eram encaminhados pela polícia para o hospital de doenças nervosas para “as devidas observações”.

Na verdade, o beco do sarapatel era o apelido da Travessa do Carmo, no bairro de São José, segundo o jornal um lugar frequentado por “vagabundos e meretrizes da pior espécie”. A reportagem “Maconha, a herva que entorpece” figurou na capa do Diario em 3 de abril de 1936, com direito a foto de homens e mulheres ao longo da via suspeita, locais onde ocorriam “cenas de sangue, desordem e suicídios”.

Os maconheiros

Em 1951 todos os estudos que demonstravam aversão à maconha foram reunidos em um compêndio intitulado “Maconha – Coletânea de Trabalhos Brasileiros”, publicado pelo Serviço Nacional de Educação Sanitária. Foi a partir dessa coletânea que surgiu o estereótipo do “maconheiro”, como um homem de aspecto sujo e enfatuado pela “loucura canábica”, um comportamento violento ocasionado pelo uso da maconha.

Esse tipo de pensamento associado também se estendeu para os diambistas, e o “maconheiro” do século XX era reconhecido como o pobre nortista sertanejo, que devido aos seus “caracteres étnicos”, buscava na maconha um alívio para a dureza da vida, ignorando completamente a manifestação de sabedoria popular presente nas rodas de diambistas. Por mais que esse estereótipo acabe vingando atualmente, Dr. Garcia Moreno citou eles como sendo uma “pequena enciclopédia popular” e afirmando que eles “fumam a planta e sabem mil coisas”. De fato, um aspecto distante da concepção brasileira moderna sobre o que fuma maconha e, incrivelmente, uma faceta ilegal da cultura popular brasileira.

Fontes: